quinta-feira, 28 de agosto de 2014

ENCONTRO DEBATEU ENFRENTAMENTO ÀS DROGAS EM BENTO GONÇALVES


Mais de 300 profissionais das áreas de Saúde, Educação, Assistência Social e Esporte, além de representantes das polícias Civil e Militar, Promotoria Pública, Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas (CAPS/AD) e conselhos municipais se reuniram nesta terça-feira, 26, no Salão Carmenère do Hotel Dall'Onder, durante o 2º Encontro sobre Dependência Química e III Formação do Programa Saúde na Escola de Bento Gonçalves. A promoção foi do Conselho Municipal Antidrogas (COMAD-BG) e do Programa Saúde na Escola (PSE), com o apoio das secretarias municipais de Saúde e de Educação, e da 16ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). Participaram do evento as secretárias de Habitação e Assistência Social, Rosali Fornazier, e de Educação, professora Iraci Luchese Vasques; o coordenador médico da Secretaria de Saúde, Marco Antonio Ebert, o coordenador da 16ª CRE, professor Enio Cecagno, a presidente do COMAD, Adriana Lazzarotto e a coordenadora do Programa Saúde na Família, Karina Paggi, entre outras autoridades.

Falando em nome do prefeito Guilherme Pasin, a secretária Rosali Fornazier, ressaltou a importância do encontro, reafirmando "a responsabilidade do poder público em tratar deste tema e promover ações que visem à prevenção da dependência química, mas também no tratamento e ressocialização daquelas pessoas que vivem essa realidade".   Para a secretária Iraci Luchese Vasques, o evento foi "uma importante oportunidade para os professores adquirirem mais conhecimento e capacitação a fim de conviver com esse problema no dia a dia da escola e utilizarem isso no trabalho pedagógico".


O debate partiu de questionamentos como: Você saberia identificar um adolescente que está usando drogas? Você conhece os serviços de atendimento no enfrentamento às drogas que o município disponibiliza? Para desenvolver o tema foram montadas duas mesas de debate. A primeira foi "Como reconhecer e abordar o adolescente em risco em frente às escolas", que foi integrada pela diretora da Divisão de Prevenção e Educação (DIPE) do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc), delegada Sonia Dall'igna e pelo titular da Delegacia de Polícia Civil de Carlos Barbosa, com mais de 12 anos de trabalho na repressão ao tráfico de drogas em Bento Gonçalves, delegado Leônidas Costa Reis, mediados pela coordenadora do Programa Saúde na Família, Karina Paggi. A segunda mesa teve como tema "Como identificar e articular a rede de enfrentamento às drogas" e teve como debatedores, o promotor público da Infância e da Juventude, Dr. Élcio Resmini de Meneses, a presidente do Conselho Municipal Antidrogas, Adriana Lazzarotto e a psicóloga do Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas, Katia Frizzo, com mediação do integrante do COMAD, pastor Gerson Brum Machado.

Também participaram do encontro o presidente do COMAD de Esteio, Jorge Veiga, o representante do comando do 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas, capitão Evandro Flores, o coordenador do Conselho Tutelar de Bento Gonçalves, Lauri Cunico, a titular da Delegacia da Mulher e coordenadora do Policiamento Comunitário - núcleo Polícia Civil, delegada Isabel Pires Trevisan e a secretária adjunta de Juventude, Esporte e Lazer, Patrícia Dal Mas, entre outras autoridades.

Conselho Municipal Antidrogas
E um órgão de assessoramento do governo municipal na formatação e execução das políticas públicas de prevenção e enfrentamento à dependência química, ligado à Secretaria Municipal de Saúde, mas conta com o apoio das secretarias de Educação, Cultura, Habitação e Assistência Social, Meio Ambiente e Juventude, Esporte e Lazer. O COMAD vem trabalhando na prevenção de uso de bebida alcóolica por adolescentes juntamente com o Ministério Público, a Brigada Militar, o Procon e a Polícia Civil aliado às ações do poder público municipal e da Justiça. Com relação ao trânsito, o conselho é parceiro da Operação Balada Segura, nas abordagens de conscientização com distribuição de material informativo sobre os efeitos da bebida alcoólica na direção de veículos. 

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura
Fotos: Fernando Santos

Município de Bento Gonçalves - NEWS

Município de Bento Gonçalves

LOCAIS DE ATENDIMENTO EM BENTO GONÇALVES - DEPENDENCIA QUIMICA

PREFEITURA DE BENTO GONÇALVES - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

CAPS AD – Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas
Rua – 15 de Novembro, 132 (próximo ao CTG Laço Velho) Fone: 3052 – 0114
Horário de Atendimento:
                De 2ª a 6ª das 07:30 hs as 11:30 hs
                das 13:30 hs as 17:30 hs

GRUPOS DE ACOLHIMENTO
2ª feiras – 14:00 horas
5ª feiras – 08:00 horas

GRUPOS DE FAMILIARES:
2ª feiras – 10 horas
5ª feiras – 16 horas

GRUPOS DE APOIO NA COMUNIDADE

·         PACTORE (3452 7507)
                2ª feiras – Das 19:00 hs as 21:30 hs
·         BETEL: para saber o local ligar para 91852580 ( c/ Pastor Gerson)
Quartas-feiras das 19:30 às 21 horas
·         LAR DA CARIDADE: Rua Julio de Castilhos, 856
Sextas-feiras das 19 às 21:30 horaS

·         NARCÓTICOS ANONIMOS (NA)

Grupo Renascer (Igreja Santo Antônio)
3ª feira - Das 20:00hs as 22:00 hs
6ª feira – Das 20:00 hs as 22:00 hs

Grupo São Roque ( Ação Social São Roque)
Rua Osírio Ferreira Martuscelli, 40  ao lado das capelas mortuárias – fone 34543097
5ª feira – Das 20:00 as 22:00 hs

       ·         ALCOOLICOS ANONIMOS (AA)

Salão Comunitário Santa Helena
4ª feira – Das 19:30 hs as 21:30 hs

Grupo na Igreja Santo Antônio
5ª feira – Das 20:00 hs as 22:00 hs

Grupo São Roque ( Centro Social)
5ª feira – Das 20:00 as 22:00 hs
5ª feira – Das 20:00 as 22:00 hs
2ª feiras – Das 19:30 hs as 21:30 hs

Grupo São Roque (Ação Social)
Rua Osírio Ferreira Martuscelli, 40  ao lado das capelas mortuárias – fone 34543097
2ª feira – Das 20:00 hs as 22:00 hs
Sábado – Das 14:30 hs as 16:30 hs


terça-feira, 26 de agosto de 2014

DEPENDÊNCIA QUÍMICA SERÁ DEBATIDA NESTA TERÇA-FEIRA EM BENTO GONÇALVES

O Conselho Municipal Antidrogas de Bento Gonçalves (COMAD-BG) 
e o Programa Saúde na Escola (PSE)

promovem, na terça-feira, 26 de agosto, 

II Encontro sobre Dependência Química e a III Formação do Programa Saúde na Escola. 

O evento será realizado das 17h às 22h, no Salão Carmenère do Hotel Dall'Onder e tem o apoio da Prefeitura, por meio das Secretarias municipais de Saúde e de Educação e da 16ª Coordenadoria Regional de Educação. A finalidade é debater as políticas de enfrentamento às drogascom os demais conselhos, autoridades do Judiciário, Ministério Público, organizações policiais, escolas, profissionais da área da Saúde e demais interessados de Bento Gonçalves e região da serra Gaúcha.

A presidente do Conselho Municipal Antidrogas ressalta que "verificamos, ao longo da caminhada, que algumas ações podem ter repercussão regional, considerando a proximidade e os aspectos culturais peculiares e, por isso, queremos difundir o que em Bento Gonçalves já é realizado e conhecer práticas de sucesso dos municípios da região, no que tange a rede de enfrentamento, combate às drogas".



Confira as mesas de debate: 

1ª mesa: 
"Como reconhecer e abordar o adolescente em risco em frente às escolas"

Participantes:
- Ten Cel Edson Tabajara Rangel Cardoso - Presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes (CONEN/RS)
- Leônidas Costa Reis - Delegado de Polícia Civil
- Sônia Dalligna - Delegada do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc)

Coordenadora da mesa: Karina Presin Paggi (PSE)

2ª mesa: 
"Como identificar e articular a rede de enfrentamento às drogas"

Participantes:
- Dr Élcio Resmini de Meneses - Promotor Público da Infância e da Juventude
- Dr. Roberto Miele - Secretário Municipal de Saúde
- Adriana Baccin Lazzarotto - presidente do Conselho Municipal Antidrogas de Bento Gonçalves

Coordenador da mesa: Gerson Brum Machado (Comad)

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

II ENCONTRO SOBRE DEPENDÊNCIA QUíMICA – 2014

Conselho Municipal Antidrogas de Bento Gonçalves – COMAD - BG , juntamente com o PSE- Programa Saúde na Escola, promovem o II Encontro sobre Dependência Química -para debater com os Conselhos, Organizações, Entidades, Escolas, Profissionais da Área da Saúde, Educação e demais interessados, tanto do Município, como da região, as políticas de enfrentamento às drogas.

                    Verificamos, ao longo da caminhada, que algumas ações podem ter repercussão regional, considerando a proximidade e os aspectos culturais peculiares e, por isso, queremos difundir o que em Bento Gonçalves já é realizado e conhecer práticas de sucesso dos municípios da região, no que tange a rede de enfrentamento, combate às drogas.

                    Por isso, estamos convidando os Senhores para este  encontro que será realizado no dia 26 de Agosto de 2014, das 17 às 22 horas  no Salão Carmenère do Hotel Dall’Onder de Bento Gonçalves, sito à 
Rua Henry Hugo Dreher, 197– Bairro Planalto.

                    Favor fazer sua inscrição no site da Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves Gonçalves,  www.bentogoncalves.rs.gov.br  conforme a orientação passo-a-passo que consta no convite. Qualquer dúvida, entre em contato pelo fone (54) 3052-0705  c/Juliana.

II ENCONTRO SOBRE DEPENDENCIA QUIMICA – 2014 (ASSUNTO):
1- COMO RECONHECER E ABORDAR O ADOLESCENTE EM SITUAÇÃO DE RISCO FRENTE ÀS DROGAS?
2- COMO IDENTIFICAR E ARTICULAR A REDE DE ENFRENTAMENTO ÀS DROGAS?  
                                                                                      
PÚBLICO ALVO:
EQUIPE DIRETIVA DAS ESCOLAS, PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM GERAL, ODONTOLOGIA, PROFESSORES, ONGS, CONSELHOS MUNICIPAIS, CIC E DEMAIS ENTDIDADES DE CLASSE, COMADS, CONSELHOS TUTELARES, SECRETARIAS DE SAÚDE DA REGIÃO, ESCOLAS PARTICULARES, MUNICIPAIS, ESTADUAIS, CEACREs E DEMAIS INTERESSADOS. 





terça-feira, 8 de abril de 2014

Celular e direção

Você já enviou sms dirigindo?  

O QUE É Condução distraída ?
Condução distraída é qualquer atividade que possa desviar a atenção de uma pessoa longe da tarefa principal de conduzir . Todas as distrações que colocam em perigo o motorista , passageiro e a  segurança dos transeuntes.

Estes tipos de distrações incluem:

  •     Digitar
  •     Usando um telefone celular ou smartphone
  •     Comer e beber
  •     Conversando com os passageiros
  •     Leitura, incluindo mapas
  •     Usando um sistema de navegação
  •     Assistir a um vídeo
  •     Ajustar um rádio, leitor de CD ou MP3 player
Mas como as mensagens de texto requerem atenção visual, manual e cognitiva, pelo motorista , esta é , de longe, a distração mais alarmante .
A melhor maneira de acabar com a condução distraída é educar todos os motoristas sobre o perigo que ela representa . Neste texto , você encontrará fatos e estatísticas que são poderosamente persuasivos. Se você ainda não acha que a condução distraída é um problema de segurança , por favor, tome um instante para aprender mais. 

Compartilhe estes fatos com os outros. Juntos, podemos ajudar a salvar vidas .

Principais Fatos e Estatísticas (Dados nos Estados Unidos da América)

  • O número de pessoas mortas em acidentes de afetados por distração diminuiu ligeiramente de 3.360 em 2011 para 3.328 em 2012. 
  • Estima-se que 421 mil pessoas ficaram feridas em acidentes de trânsito envolvendo um motorista distraído , este foi um aumento de nove por cento das estimadas 387 mil pessoas feridas em 2011.
  • Em dezembro de 2012, 171,3 bilhões de mensagens de texto foram enviadas em os EUA (incluindo PR ,os territórios e Guam) a cada mês. ( CTIA )
  • 10% dos motoristas envolvidos em acidentes fatais eram menores de 20 anos de idade e  foram comprovados como distraídos no momento do acidente. Essa faixa etária tem a maior proporção de motoristas que estavam distraídos .
  • Motoristas em seus 20 anos compõem 27 por cento dos motoristas distraídos em acidentes fatais . (NHTSA )
  • A qualquer momento, a luz do dia, em toda a América (USA), cerca de 660 mil motoristas estão usando telefones celulares ou manipulando aparelhos eletrônicos durante a condução, um número que tem se mantido estável desde 2010. ( NOPUS )
  • Engajar-se em sub-tarefas visuais-manuais (como procurando o telefone, discagem e teclando mensagens de texto ), associado ao uso de telefones portáteis e outros dispositivos portáteis aumentou o risco de entrar em um acidente por três vezes. ( VTTI )
  • Cinco segundos é o tempo médio em que seus olhos estão fora da estrada enquanto digita mensagens de texto. Ao viajar em 55 mph (88,51392 km/h) , é o tempo suficiente para cobrir o comprimento de um campo de futebol com os olhos vendados. (2009 , VTTI )
  • Uso do telefone celular com fones de ouvido não é substancialmente mais seguro do que o uso de mão. ( VTTI )
  • Um quarto dos adolescentes respondem a uma mensagem de texto, uma ou mais a cada vez que dirige. 
  • 20 por cento dos adolescentes e 10 por cento dos pais admitem que têm tido conversas de texto e multi- mensagens enquanto estavam dirigindo. ( UMTRI ) 

  texto original: http://www.distraction.gov/content/get-the-facts/facts-and-statistics.html
 

Anúncio contra celular na direção dá arrepios





Campanha norte-americana é direcionada a jovens motoristas


Campanha contra celular na direção 

Campanha contra celular na direção: no
vídeo, policial diz que se tivesse visto a moça do anúncio digitando em
seu telefone, poderia ter dado uma multa para garota e, talvez, salvo
sua vida



Você já presenciou um amigo utilizando o celular enquanto dirige?

Você já enviou sms dirigindo?



Se a resposta foi sim para uma das perguntas, veja o vídeo e repense tais hábitos.



O objetivo da campanha, criada pelo governo dos Estados Unidos e
direcionada aos jovens motoristas do país, é que se você for utilizar
seu smartphone no trânsito, terá de pagar um preço por isso.



O filme abaixo é direto e sem rodeios.



Após exibir o choque entre um caminhão e o veículo da protagonista, um
policial aparece, recolhe o celular destruído e diz que sim, ninguém
gosta de ser parado pela polícia, mas se ele tivesse visto a moça do
anúncio digitando em seu telefone, poderia ter dado uma multa para
garota e, talvez, salvo sua vida.



O vídeo trabalha sob o conceito de que polícias que multam salvam vidas. Visite o site aqui.



A criação é do The Tombras Group.



segunda-feira, 7 de abril de 2014

Bebida e direção não tem futuro, enfatiza campanha da Giacometti para a ONG Trânsito Amigo

fonte: http://www.pqn.com.br/portal_pqn2/index.php?option=com_content&task=view&id=24833&Itemid=43
DA REDAÇÃO   
01-Abr-2014
anr-transito-amigo-404x266-noivos.gifEm poucos segundos, a festa pode se tornar tragédia se houver a desastrosa associação da bebida com a direção. O alerta é da campanha criada pela Giacometti Comunicação/Rio de Janeiro para a ONG Trânsito Amigo. Três versões de filmes para tv e de anúncios impressos para busdoors, revistas e outdoors (“Noivos”, “Foliões” e “Torcida”) serão veiculados gratuitamente, em um engajamento dos próprios veículos de comunicação à causa.



Com o tema “Bebida e direção não têm futuro”, a campanha procura conscientizar diversos públicos, de diferentes faixas etárias, que momentos alegres, às vezes planejados durante muito tempo, podem ser bruscamente interrompidos – e nunca mais se repetirem – caso não se evite a irresponsável mistura entre bebida e direção. Na peça “Noivos”, por exemplo, um casal (abraçado, numa alusão à valsa da festa), jaz no asfalto ao lado dos dizeres: 3 anos de namoro, 6 meses de noivado, 1 hora de casamento, morte em 15 segundos.


As imagens são impactantes e usam o recurso fotográfico da dupla interpretação visual. Em um primeiro momento, tem-se a impressão que as personagens das peças estão de pé, mas logo percebe-se que estão estiradas no asfalto. A primorosa fotografia é de Márcio Freitas. “Estamos muito satisfeitos em apoiar esse projeto de grande envergadura social, numa iniciativa de alerta geral à sociedade, que deve valorizar momentos importantes do cotidiano, evitando essa mistura fatal entre álcool e direção“, afirma João Santos, diretor de criação da Giacometti Rio. As agências e os profissionais envolvidos na criação e produção do filme abriram mão de seus cachês em apoio à causa.


Luiz Eduardo Ozório, novo diretor de arte da Giacometti Rio, já havia participado das duas campanhas publicitárias feitas anteriormente para a ONG, ambas premiadas e de grande repercussão, inclusive internacionalmente. Na última delas, as imagens, além de circularem por vários sites do Brasil e do exterior, foram usadas em ação educativa no ensino médio da rede pública. Esta quarta campanha da ONG, a primeira criada pela Giacometti Comunicação, reforça a abordagem dos perigos da associação entre bebida e direção, uma das principais causas de ocorrências fatais no trânsito. Ozório também foi responsável, em parceria com Humberto Rosa e Thairon Mendes, da produtora RedLine, pela direção dos três filmes de televisão.


Segundo Fernando Diniz, presidente da ONG Trânsito Amigo, Associação de Parentes, Amigos e Vítimas de Trânsito, a combinação fatal abordada na campanha é a segunda maior causa de mortes nas ruas brasileiras – fica atrás apenas do excesso de velocidade. E é a primeira envolvendo jovens na faixa dos 14 aos 29 anos. Ele aposta no impacto da peças criadas pela Giacometti para alertar e conscientizar cada vez mais motoristas. “As mortes no trânsito não são acidentes; são tragédias fúteis, evitáveis e anunciadas. Elas resultam, em sua maioria, de graves infrações”, enfatiza.


As estatísticas oficiais, já assustadoras, estão subestimadas, de acordo com a ONG Trânsito Amigo, o que torna o alerta ainda mais urgente e necessário. Os números não consideram, por exemplo, as mortes que não são imediatas, ou seja, que acontecem dias após a ocorrência (segundo a Organização Mundial de Saúde cerca de 5% das vítimas acabam falecendo em até 30 dias após o desastre e não são  contabilizadas pelos números oficiais). “Infelizmente estima-se de 60 mil a 65 mil mortes anuais no trânsito brasileiro, praticamente um boeing caindo diariamente no país, com famílias sofrendo e chorando”, afirma Diniz, que perdeu seu filho Fabrício, de 20 anos, numa ocorrência no trânsito no Rio de Janeiro, em 2003.


E as tristes estatísticas não param de crescer. Em 2013, o número de indenizações a feridos no trânsito, pagas pela Seguradora Líder-DPVAT, gerenciadora do seguro obrigatório pago pelos veículos brasileiros, aumentou 25%, chegando a 644 mil. Entre os feridos, 150 mil tiveram lesões irreversíveis.


A conscientização deveria ser poderosa aliada de mais investimentos governamentais para se reduzir essas tristes estatísticas, na análise de Diniz. Ele ressalta que são gastos anualmente pelo governo de R$ 40 bilhões a R$ 42 bilhões com os “acidentes” de trânsito (dados do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, que somam inclusive indenizações, tratamentos de saúde, prejuízos ao patrimônio e ao erário públicos e o corte na produtividade das vítimas). Entretanto, segundo a ONG Trânsito Amigo, nem R$ 1 bilhão chega a ser investido na minimização do problema – em programas educacionais, de policiamento ou fiscalização, apesar da obrigatoriedade legal  para isso e da existência de um fundo específico – o FUNSET –, cuja receita é quase totalmente contingenciada (não utilizada) pelo governo para cumprir o superávit primário.


Veja os vídeos:


Noivos:
http://youtu.be/8n6nDy8SPE8

Torcida:
http://youtu.be/7K6BYk0BvfI

Foliões:
http://youtu.be/CSu4IR42wZI

sexta-feira, 4 de abril de 2014

BALADA SEGURA E BENTO GONÇALVES

Dia 02 de Abril, em reunião nas dependências da CETEC - Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves houve um pequeno encontro com representantes da sociedade civil, com entidades governamentais, entre outros, onde os Senhores Ionda e Trovão explicaram como seria a construção da operação Balada segura no Município.

Comitê Municipal da Balada Segura deverá realizar eventos de Blitz Educativa, respeitando as quantidades mínimas estabelecidas em convênio que serão 1 Blitz Educativa mensal e 4 Blitz de Controle e Fiscalização mensais, em conjunto com a  Brigada Militar, Policia Civil e Agentes de Transito (DMT).



Durante a Semana Nacional de Trânsito, o Comitê realizará atividades em consonância com a temática proposta, devendo encaminhar a programação ao DETRAN/RS.

A assinatura do contrato de adesão ocorrerá no próximo dia 15 de abril, no Salão Nobre da PMBG e quissá, até lá, já esteja formado o Comitê Balada Segura.



O Comitê Municipal da Balada Segura será constituído pelo Pleno e pela Coordenação Executiva.O Pleno será composto por representantes, titulares e suplentes, dos seguintes órgãos públicos e organizações da sociedade civil:


I - Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN-RS);

II - setor Municipal de Trânsito;

III - Secretaria Municipal de Educação;

IV- Secretaria Municipal de Saúde;

V - setor Municipal de Comunicação;

VI - Secretaria Estadual de Educação (CRE);

VII - Câmara Municipal de Vereadores;

VIII - credenciados do DETRAN/RS (CFC, CRVA, CRD, CDV, FPT e Despachantes);

IX - entidades da sociedade civil organizada, ligadas às áreas da educação, comércio e movimentos e entidades populares;

X - clubes de serviço;

XI- instituições religiosas;

XII - profissionais de notório saber em matéria de prevenção à violência;

XIII - personalidades que se destacaram na mobilização pelo combate à violência no trânsito;

XIV – Outras entidades que atuam em áreas de questão comportamental.


As indicações para a composição do pleno do Comitê serão feitas pelos respectivos órgãos e entidades acima elencadas, e designados(as) mediante ato do(a) Prefeito(a) Municipal.

A Coordenação Executiva será composta de no mínimo 7(sete) e no máximo 12 (doze) membros, dentre os/as representantes titulares do seu pleno, contendo em sua composição, obrigatoriamente:

I - representante do DETRAN-RS;
II- representante da Administração Pública Municipal, indicado(a) pelo Prefeito; Setor Municipal de Trânsito;
III- representante do Setor Municipal de Comunicação;
IV- representante da Sociedade Civil, da área da Educação;
V - representante da Sociedade Civil, da área do Comércio;
VI- representante da Sociedade Civil, da área dos Movimentos Sociais;
VII- representante dos credenciados do DETRAN-RS.





 
Sr. Luis Ionda - DETRAN RS